segunda-feira, 14 de junho de 2010

etc etc etc etc

na atual conjuntura dentro do contexto histórico a economia vem evoluindo a partir da conscientização humana que não chega acontecer de fato por motivos distantes do que se pode computar ou prever enquanto o custo de produção inviabiliza a continuidade do processo de revigoramento econômico no livre trânsito do consumo desenfreado e contudo entretanto todavia a palavra economia tem gerado teses estudos e pesquisas que resultam na completa ignorância dos investimentos e consumos imediatistas dentro da carência de grandes projetos de longo prazo que demandariam mais dedicação trabalho e esforço mútuos o que não se aplica hoje em dia em razão de a solidariedade não ser palavra em voga já que os economistas realizam cada vez mais prospectos de vida consumista imediata que acompanham e movem os ideais de mercado sem a interferência dos filósofos antigos e contemporâneos que são soterrados pela atualidade momentânea que consome o tempo das horas de uma humanidade que não sabe somar prazeres na volúpia de degustar o chantilly que provém das máquinas de prazeres imediatos e fugazes a serviço do capitalismo célere que atropela a semente de qualquer sonho simples de uma vida simples sem a parafernália da economia contemporânea que remete ao consumismo impensado e violento desprovido da racionalidade defendida pelos representantes das teorias e práticas da economia global que se contrapõe ao que poderia ser o retorno de valores esquecidos no fundo de obras filosóficas empoeiradas escamoteadas pela atual estrutura social que desestrutura a sociedade desde o micro até o macro social sem a reflexão das conquências possíveis e inimagináveis de serem geradas a cada ser humano vivente na selva das competições cotidianas que arrastam os ideais e forjam desejos transformados em consumismo fácil e deliberado sem quaisquer perspectivas de mudança branda na sustentabilidade existente etc etc etc etc

(‘Puta que pariu’! Quanta ‘merda’ eu fiz aqui! Vou ao banheiro.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De olho