quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Cursinho rapido

O título aí de cima parece comercial desses cursinhos ‘picaretas’ – mas não é. Eu vou perder tempo com cursinho de “embromation”, se existe cursinho mais rapido, formador, criativo e com muito mais ação?... Do que eu ‘tô’ falando?... Você já vai saber, se arriscar continuar lendo.
Chega de cursinhos pra aprender o que você já sabe: ‘véri gud’, ou “pero que si, pero que no”. Agora, a moda é outra, mais emocionante. Como não poderia deixar de ser, a moda vem com a maior influência sofrida, de maneira indolor, pelos brasileiros: a televisão.
Ao que parece, os diretores dos programas policiais da nossa televisão brasileira resolveram ‘colaborar’ com a ‘onda’ de crimes, por todo o País. Agora, temos aulas diarias, em quase todos os horarios de televisão, ensinando como assaltar estabelecimentos comerciais, arrombar caixas eletronicos, fazer ligação direta nos veículos, e tecnicas de “arrastão” nas principais vias publicas (nem vou citar pedofilia e estupro). ‘Tá’ tudo ali, naquela ‘caixinha’, há tantos anos considerada inofensiva.
E ainda tem a narração quase tão grave e tragica quanto do inesquecível Cid Moreira, ou do repórter policial Gil Gomes. Não falta coisa alguma, gente. No “passo-a-passo”, se aprende rapidamente mesmo. Com os ‘treinos’ diarios (ouvindo e praticando), você acaba se tornando “expert”. Pra glorificação geral, ainda pode fazer parte de um desses programas, até como protagonista, se cometer um crime que ninguém ainda teve a ousadia de.
Se você é lento nos estudos, não há problema. Depois de um noticiario televisivo, basta trocar de canal, que já tem outro ensinando, mais uma vez, o “passo-a-passo” de como fazer coquetel molotov, maçarico, e até com as dicas de tempo pra fugir, antes que a policia chegue.
Ninguém tem ideia da influência que o (comodo) telespectador recebe, diariamente. Nem ele mesmo acreditaria, se conseguisse enxergar. Lamentavelmente, o maior espaço da midia é mesmo com noticias sensacionalistas. Acho que foi por isso até que o antigos filmes de “bang-bang” perderam o sucesso. Quem vai querer ver ficção, quando a “vida real” mostra, na pratica, o que pode ser “lição de vida”?...
No meio dessa ‘avalanche’ de más noticias, tem até artista fracassado retornando ao horario nobre televisivo, por que espancou (ou matou) a propria mulher, ou foi preso, acusado de ter ligações com traficantes de drogas, etc e tal. Todo mundo aparece mesmo – é fama garantida.
Ah, você tá achando pouco?... Mas tem até imagens!... Que mais você quer?... Você quer mais?... Tá bom, então, roube um pãozinho francês, ou uma embalagem de margarina em supermercado, vá preso, e faça um cursinho mais intensivo ainda, na cadeia. Lá, você aprende tudo – até o inimaginável. O cursinho pode não ser tão rapido, mas, com certeza, dá direito a especializações...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De olho