terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Direito de sonhar

Se conquistamos, diariamente, o direito de viver, por que não alimentarmos o direito de sonhar?... Afinal, sonhar vai muito além do viver, e não há lei que mensure o sonho, os sonhos. Tem gente que diz que não sonha – dormindo. Sonho, que é sonho mesmo, nos mantém acordados, despertos à vida que passa por nós. Pelo menos, eu, que sei sonhar muito mais acordada que dormindo, penso assim.
Não vou apelar aos livrinhos que ajudam (financeiramente) os autores, por que acho que eles (os autores) nem precisam. Quem procura livrinhos de autoajuda é por que, me parece, não entende a mensagem subliminar – a autoajuda é o ápice de sinceridade do autor, da autora. Acho que, para compreender o conteúdo, é preciso, antes, perceber o esforço pela autoajuda da própria autoria. Se o leitor aprende isso, que é o básico, pode conseguir, também, uma graninha, faturando com o lançamento de outros livrinhos da mesma espécie – aí, sim, a autoajuda do leitor pode ser concretizada. Não acredito em outra.
Também, não penso que necessitamos de permissão para sonhar, seja dormindo, ou acordados. Nascemos com esse direito. Pronto. A escolha é nossa. Claro que não temos controle sobre nossos sonhos sonhados, enquanto dormimos. Por isso, há tantos pesadelos tirando o sono de tanta gente – por aí, por aqui, em todo, ou qualquer, lugar. Mas, acordados, temos o direito de sonhar todos os sonhos que sonhamos sonhar. Por isso, também, há tanta gente dormindo pouco, sem reclamar de insônia.
Penso mais. Penso que sonhar é exercitar o máximo da liberdade humana. Ninguém tem a ver com isso (diretamente), para nos 'guiar', ou nos proibir. Sonhamos o que bem entendemos, bem desejamos. Fim de papo. Há quem busque concretizar os sonhos sonhados. Isso já resulta em trabalho, obviamente, mas não é impossível – seja o sonho que for. Outros preferem continuar refugiando-se nos sonhos sonhados, como se houvesse jeito de mantê-los distanciados da realidade vivida.
O brilho do olhar denuncia os sonhadores – e não há como esconder o fato de exercitar e exercer o direito de sonhar. Quem sonha, sonha adiante do que vive. Isso é realidade. Um dia, há muito tempo atrás (mesmo!), eu estava diante de alguém que verbalizava uma lista infindável do que me era proibido. Escutei tudo, em silêncio, enquanto eu pensava: Você pode me proibir de (quase) tudo, mas eu vou continuar sonhando acordada. Acho, até hoje, que, a partir daquele momento, sonhar, pra mim, passou a ser viver.
E ainda tem gente que não se acha no direito de sonhar – lamentável. Já ouvi muita gente, envergonhada, contar que teve um sonho lindo, dormindo, e fazer o sinal da cruz, dizendo: Não mereço. O sonho dormido é pouco, acho, pra alimentar a vida (acordada). Vou mais longe. Se há interpretações (inimagináveis até) para os sonhos que temos, enquanto dormimos, só nós mesmos sabemos, “na íntegra”, o significado dos sonhos que escolhemos sonhar. Nem sonhando, os outros conseguem imaginar. E isso tudo é vida, que acaba, feito tudo o que é vivo, que também acaba...
Em tempo, Milton Nascimento, Márcio Borges: “os sonhos não envelhecem” mesmo. Os sonhadores é que envelhecem, principalmente, quando abandonam os sonhos... e bons sonhos pra todos nós!...

2 comentários:

  1. Lindo, palavras muito bem colocadas. Concordo com sua opiniao sobre sonhos.

    ResponderExcluir
  2. Eu sonho com as coisas que gosto através de vídeo games, lendo e escrevendo HQs ou lendo e escrevendo histórias.

    São apenas sonhos. Mas, as pessoas apocalípticas são tão ruins, que só a gente falar das Olimpíadas London 2012 do Mario Bros, de vídeo game, um jogo para ser jogado aqui no país da gente mesmo, eles já colocam ameaças assim:

    "Olimpíadas de Londres 2012 terá atentados"...

    "OLimpíadas de Londres 2012 vai ter bomba"

    "Os estádios das Olimpíadas de Londres 2012 não estão prontos"

    " Quem vai fazer as roupas dos atletas nas Olimpíadas de Londres de 2012?

    Etc e etc...

    Ou seja, que gente ruim! Que coisa chata, negativa, horrível.

    Não querem deixar nem a pessoa ter álbum de figurinhas das Olimpíadas e sonhar.

    Tudo tem que colocar tragédia, até nos jogos de simulação e 3D. Que coisa chata. Tem que ficar lembrando que alguém vai ter que fazer o trabalho pesado. Droga, não querem fazer, não façam, deixa no vídeo game, pelo menos no jogo não dá trabalho, a gente sonha que está acontecendo e pronto.

    Pelo direito de sonhar com as Olimpíadas e para-Olimpíadas de 2012 em Londres, sim.

    Se não tiver por causa do fim do mundo, que pelo menos tenha em vídeo game, mas vai ter!

    O bloqueio para a Copa da Africa também foi uma coisa horrível. Diziam que ia ter atentado terrorista nesses blogs do Google, diziam que a Africa não teria estruturada para ter essa copa de 2010, etc...

    Pelo menos em vídeo game vai ter ou em 3D, não faz diferença para gente mesmo que não vai. Só queremos o evento em selos, postais, para fins de acervo e documentação.

    S.L. Guimarães
    (Sissi Twingle)

    ResponderExcluir

De olho