sábado, 5 de março de 2011

“ad referendum”

“ad referendum”:
- Pensar no outro – seja o outro quem for – não vale a pena;
- Crer e alimentar sonhos é perda de tempo;
- Competir é o mais importante somente para perdedores;
- Amor é coisa de livrinhos antigos e antiquados;
- Lugar de saudosista é em museu;
- Se alguém te bate na cara, oferece as tuas duas mãos, numa porrada;
- Lograr rende mais lucros;
- O importante é levar vantagem, sempre;
- Homem que chora é ‘viado’;
- Mulher que chora é atriz;
- Amigo hoje – inimigo amanhã;
- Burro é que gosta de trabalhar;
- Fuja de “beleza interior”;
- Vender a alma é sempre o melhor negocio;
- Amizade só rima com utilidade;
- Aceite apenas alma depenada – ao molho pardo;
- Ler e escrever é coisa de quem não tem o que fazer;
- Se alguém te fala coisas lindas está querendo alguma coisa de você;
- Nada mesmo é de graça;
- Perdão é coisa de religião;
- “Caiu na rede é peixe” - até sem preservativo;
- Guardar boas ou más lembranças é coisa de aposentado;
- O rapaz do caixa te deu acima do troco justo? Azar o dele – sorte sua;
- Justiça e todos os filhos da bondade só existem em dicionarios que ninguém lê;
- Se você não atropela o animal, na estrada, outro motorista vai atropelar;
- O que você acha que enxerga é que é verdade absoluta;
- Coração? Só se for recheado, e bem assado – não aceite outro;
- Quem tem baixa auto-estima é que conversa com miseraveis;
- Trabalhe sempre em equipe, e deixe que os outros façam tudo;
- Exercite a mentira, até você se convencer que é verdade absoluta;
- Sentimento negativo é raiz de força;
- Sentimento positivo é fraqueza de ‘sentimentalóides’;
- Se alguém grita, grite mais alto ainda;
- Pense só em você, por que cada um só pensa em si mesmo;
- O tempo que se dane.
(etc etc etc e tal)

Que conste o adendo, nos anais:
Ouço isso, cotidianamente. Mas não acredito em nada disso. “Dixi”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De olho