terça-feira, 28 de abril de 2015

Que coisa feia!

Tem coisas que a gente não merece sequer tomar conhecimento, muito menos sofrer (nem nos piores pesadelos). As notícias que me chegam, de meios de comunicação sérios, me deixam indignada. Que coisa feia! O irônico, nisso tudo, é que os protagonistas da violência têm sido justamente aqueles a quem deveríamos respeitar como “homens da segurança”.
Em São Paulo, há alguns dias atrás, um segurança, contratado pelo governo do Estado, atirou contra quatro professores da rede pública estadual, que estão em greve. A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo justificou que o segurança era terceirizado. Ah, claro, senhor governador, isso explica tudo!... Terceirização é uma palavra em voga, no Congresso Nacional – tá na moda...
Hoje, os policiais militares do Paraná resolveram desabafar mesmo, e miraram num só alvo: os professores da rede pública estadual, também em greve. Pode ser que o governo do Paraná justifique o uso de spray de pimenta, jatos d’água e bombas de gás, como meios de aliviar o stress dos pms (ainda não são terceirizados).
O resto fica por conta das imagens e do que você queira (ou não) pensar a respeito:
video
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De olho